?

Log in

No account? Create an account

October 31st, 2009

Tipos Frequentes de Cirurgia Bariátrica

 

Entender o histórico da cirurgia da obesidade é fundamental para a elaboração do raciocínio do porquê elas foram criadas. Eis os tipos de cirurgias bariátricas mais freqüêntes:


Bypass Gástrico em Y de Roux – Essa é a cirurgia de obesidade mais freqüente do mundo que foi originalmente descrita por Mason & Ito em 1967. O Bypass Gástrico laparoscópico foi feito pela primeira vez em 1994 por Wittgrove (Wittgrove et al., 1994). Não tem a presença do anel. O estômago é cortado deixando-se 15-30ml de bolsa estomacal que conecta-se com o jejuno (intestino delgado) na chamada gastro-jejuno anastomose.

 Cirurgia de Scopinaro - Derivação bileopancreática. A cirurgia de Scopinaro foi realizada em 1976 por Scopinaro que removeu 70% do estômago, faz anastomose gastro jejunal e faz anastomose jejuno-ileal.

Bypass Gástrico com banda de anel de Silicone, Cirurgia de Capella, Bypass Gástrico com anel (Cirurgia de Fobi-Capella) - Fobi (1986) e Capella(1999) fizeram essa cirurgia mais tarde quase 6-8 anos depois. O Fobi-Capella é só a cirurgia mais freqüente no Brasil e América Latina devido à divulgação Brasileira por cirurgião Brasileiro que aprendeu a técnica na Colombia com Capella(Obesidade Live Journal, 2009). Após construção da bolsa estomacal de 15-30ml é colocado um anel de silicone logo abaixo do pouch gástrico.

 Gastroplastia com Banda- Cirurgia de Mason (gastroplastia horizontal com banda), ou Cirurgia da janela de Mason, depois modificada para "vertical banded gastroplasty" ou "vertical ring gastroplasty” ou "Silastic ring banded Vertical Gastroplasty"; não é a mesma coisa que o Fobi-capella, nem é a cirurgia da banda gástrica ajustável. Na verdade, é colocado uma banda no meio do estômago que foi cortado, resultando num aspecto de janela no meio do estômago. Essa técnica já se encontra em desuso por estudos prospectivos de longo prazo mostrarem maior re-ganho de peso e refluxo gastro-esofágico. Foi realizada por  Mason em 1982, também descrita por Laws em 1981. 

 Duodenal switch - Derivação bileopancreática. O Duodenal Switch foi realizado pela primeira vez por Hess em 1988 e publicado em 1998. Marceau no Canadá publicou em 1993. O primeiro Duodenal Switch laparoscópico foi descrito pelo grupo do Dr. Michel Gagner por Ren et al., em 2000. Diferente do Bypass Gástrico em Y de Roux, o Duodenal Switch preserva o piloro porque faz uma gastrectomia em forma de tubo ou manga (gastrectomia Sleeve) além de fazer conecção do estômago com o jejuno (intestino delgado). Bons resultados dessa cirurgia para homens super super obesos (IMC>60) estão sendo encontrados. O interessante foi o pensamento do Hess que enquanto buscava por uma cirurgia ideal combinando o scopinaro com o bypass ele encontrou um modelo para refluxo duodenal intratável descrito por DeMeester e daí nasceu a idéia do Duodenal Switch com a duodenojejuno anastomose e a jejuno jejuno anastomose.

 Gastrectomia Sleeve – Também chamada de gastrectomia em manga ou gastrectomia vertical. Apesar de estar sendo muito pesquisada ultimamente, a Gastrectomia Sleeve sempre foi o primeiro passo do Duodenal Switch só que somente agora está sendo usada como procedimento isolado. Quem primeiramente realizou a gastrectomia vertical por laparoscopia foi em 2003 por Regan (Grupo do Dr. Michel Gagner).

 Interposição Ileal – Realizada por De Paula em 2006 consiste em fazer migrar a parte final do íleo para o jejuno proximal. Essa cirurgia não está sendo realizada isoladamente, mas concomitantemente com a gastrectomia em manga (Sleeve).

 Marca-passo gástrico – Está sendo popularizado atualmente pela colocação de eletrodos que fazem bloqueio da estimulação vagal que influenciaria na secreção ácida, saciedade precoce e perda de peso relacionada em 14% de excesso de peso corporal com 6 meses de cirurgia. Esses eletrodos tem seu port colocado na parede abdominal semelhante à banda. É colocado por laparoscopia. Descrito por Foster em 2001. Artigos mais recentes mostram perda um pouco mais acentuada e resultados promissores. Está ainda em caráter experimental.

 Balão Intra-gástrico – É um procedimento feito por endoscopia. Não é tratamento definitivo para obesidade. É só um tratamento temporário até realização de Bypass Gástrico ou outras cirurgias efetivas para a obesidade. Uma vez retirado o balão, volta o re-ganho de peso novamente.

 Banda gástrica ajustável – É procedimento feito por laparoscopia aonde o estômago não é cortado, é colocado um anel de silicone ao redor do estômago e ali fixado. Debaixo da pele, é deixado o Port da banda aonde no consultório é inflada a banda fazendo restrição alimentar. Foi descrito a primeira vez por Kuzmak em 1986.

 

Apesar de existirem vários tipos de cirurgia bariátrica, a decisão do tipo da cirugia a ser empregado é do cirurgião bariátrico que deve individualizar cada paciente conforme a cirurgia mais apropriada para cada caso.

Referências Bibliográficas

Mason EE, Ito C. Gastric bypass in obesity. Surg Clin North Am. 1967 Dec;47(6):1345-51.

 

Wittgrove AC, Clark GW, Tremblay LJ.Obes Surg.Laparoscopic Gastric Bypass, Roux-en-Y: Preliminary Report of Five Cases.1994 Nov;4(4):353-357.

 

Laws HL, Piantadosi S. Superior gastric reduction procedure for morbid obesity : a prospective, randomized trial. Ann Surg. 1981;193(3):334-40.

 

Fobi MA, Fleming AW. Vertical banded gastroplasty vs gastric bypass in the treatment of obesity.
J Natl Med Assoc. 1986 Nov;78(11):1091-8.

Capella RF, Capella JF, Mandec H, Nath P. Vertical banded gastroplasty-gastric bypass: preliminary report.
Obes Surg. 1999;1(4):389-95.

 

Cirurgia da Obesidade. Jornal da Obesidade. Out, 2009.[online] Disponível na Internet via WWW. URL: http://obesidade.livejournal.com. Arquivo capturado em 31 de outubro de 2009.

Mason, EE Vertical banded gastroplasty for obesity. Arch Surg 1982;117: 701-6.

Hess DS, Hess DW. Biliopancreatic diversion with a duodenal switch. Obes Surg 1998;8:267-82.

Marceau P, Biron S, Bourque R-A et al. Biliopancreatic diversion with a new type of gastrectomy. Obes Surg 1993; 3: 29-35.

Ren CJ, Patterson E, Gagner M. Early results of laparoscopic biliopancreatic diversion with duodenal switch: A case series of 40 consecutive patients. Obes Surg. 2000;10(6):514–523

 

Scopinaro, N., Gianetta, E, et al. Biliopancreatic diversion for obesity at eighteen years. Surgery 1996;119:261-8.

 

de Paula AL, Macedo AL, Prudente AS, Queiroz L, Scharaibman V, Pinus J. Laparoscopic sleeve gastrectomy with

ileal interposition (“neuroendocrine brake”)—pilot study of a new operation. Surg Obes Relat Dis 2006;2:464-7.

 

Forster J, Sarosiek I, Delcore R, et al. Gastric pacing is a new surgical treatment for gastroparesis. Am J Surgery. 2001;182:676-681.

Regan JP, Inabnet WB, Gagner M et al. Early experience with two-stage laparoscopic Roux-en-Y gastric bypass as an alternative in the super-super obese patient. Obes Surg 2003; 13: 861-4.

Profile

dr nilton kawahara
obesidade
Nilton Tokio Kawahara, MD PhD
Cirurgia da Obesidade

Latest Month

October 2009
S M T W T F S
    123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031
Powered by LiveJournal.com
Designed by Lilia Ahner